Browsing Category

saude

catarata
saude,

Quais problemas podem surgir após a cirurgia de catarata?

A catarata é a doença tratável que mais causa cegueira no mundo. De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, só no Brasil ela atinge uma média de 120 mil pessoas por ano.

O único tratamento eficaz para combater a catarata é a cirurgia, onde o cristalino, a lente natural dos olhos que tem a função de nos fazer enxergar com nitidez pessoas e objetos em curta e longa distância, é removido e substituído por uma lente intraocular artificial.

A cirurgia de catarata é extremamente segura, rápida e indolor, e é muito raro aparecerem problemas após a sua realização. Pensando nisso, elaboramos esse texto para que você tire todas as dúvidas sobre esse procedimento.

Para quem é indicada a cirurgia de catarata?

Todas as pessoas que possuem catarata e que tenham a visão prejudicada pela doença podem fazer a cirurgia. Já não é necessário esperar a progressão da doença para que esse procedimento aconteça e tanto em casos leves quanto os mais graves ela é recomendada.

Para isso, é fundamental o acompanhamento com um oftalmologista que irá avaliar e realizar uma série de exames como o de acuidade visual, fundo do olho, topografia da córnea, ultrassonografia, e de cálculo da lente que será implantada.

A realização de exame cardiológico e de sangue também é importante para saber o estado em que o paciente se encontra. 

Como funciona a cirurgia de catarata?

O principal objetivo da cirurgia de catarata é remover o cristalino danificado pela doença, que dentre outras coisas pode causar:

  • Visão  dupla, turva, embaçada, enevoada;
  • Diminuição na percepção das cores e contrastes;
  • Fotofobia (sensibilidade à luz);
  • Diminuição da visão noturna;
  • Prejuízo às atividades cotidianas como ler dirigir e andar;
  • Diminuição da acuidade visual.

Na cirurgia, o profissional vai remover, por meio de aspiração – conhecido como facoemulsificação – o cristalino danificado e substituí-lo por uma lente nova, artificial e intraocular.

A facoemulsificação é feita através de ultrassom de alta precisão, onde não é necessária a abertura da córnea, e traz excelentes resultados para o paciente.

Após a remoção do cristalino com catarata, é colocada em seu lugar uma lente intraocular artificial(LIO). Existem vários tipos de lente hoje em dia, e a escolha é feita mediante a condição do olho e a particularidade de cada caso.

Com a cirurgia realizada, essas lentes podem corrigir a visão de perto e de longe, os astigmatismo e restituir a visão que o paciente tinha antes de ser acometido pela catarata.

No pós operatório, a orientação é que durante a recuperação, o paciente não pegue peso ou mergulhe em piscinas, ou no mar por 1 mês.

Quais os problemas surgem após a cirurgia?

Apesar de o aparecimento de problemas pós-operatórios serem bem raros, devido a alta precisão do procedimento por facoemulsificação, tornando a intervenção cirúrgica segura, ela não está isenta de riscos ou complicações, assim como qualquer outra cirurgia.

  • Sangramentos;
  • Inflamação; 
  • Visão dupla; 
  • Aumento da pressão do olho: são raros os casos de aumento da pressão do olho após a cirurgia de catarata, o mais comum é o problema melhorar, mas se acontecer é uma condição perfeitamente contornável com o uso de colírio;
  • Deslocamento da retina, que pode acontecer depois de meses ou anos que a cirurgia foi realizada, mesmo que o procedimento tenha sido perfeitamente bem sucedido;
  • Edema na córnea, que muitas vezes é passageiro, e que pode ser decorrente de algum distúrbio anterior na córnea que é geralmente discutido com o paciente antes da cirurgia, se ele persistir e limitar a visão procure o profissional;
  • Pálpebra caída: essa condição é bem rara, mas pode acontecer devido à anestesia, mas como hoje em dia a maior parte das cirurgias é feita com uso de colírios e sedação, é mínima a possibilidade de ter a pálpebra caída. Mesmo assim, se acontecer, após algumas semanas a pessoa tem recuperação total.

Todas essas complicações são reversíveis com auxílio e intervenção do médico. O avanço da tecnologia e o aprimoramento das técnicas para a realização da cirurgia de catarata, tornaram todo o procedimento seguro e raramente complicações mais graves acontecem.

Antes de realizar a cirurgia, procure um profissional de confiança e converse sobre os benefícios e riscos da realização do procedimento no seu caso. Na maior parte dos casos, a cirurgia é necessária, já que a progressão da catarata pode levar à cegueira. 

Conheça alguns benefícios da cirurgia de catarata:

  • Aumento da qualidade de vida;
  • Independência;
  • A cirurgia é rápida (de 15 a 20min de duração), segura e indolor;
  • Pode resolver outros problemas de visão que o paciente já tinha como miopia, hipermetropia, astigmatismo ou presbiopia.

Não precisa temer a cirurgia, afinal ela é o único recurso disponível para combater a catarata, afinal os benefícios de sua realização são muitos e os riscos são mínimos.